praerigidus

As to be, one cannot entirely be without letting be what one is.

Month: December, 2017

Interrogações I

Porque a cada fracção de momento somos confrontados com sulfurosos rasgos mentais, que nos paralisam de lés a lés, pondo em causa a nossa sanidade mental e que te levam para lá daquilo julgas que és. Lógico, real fosco e tosco, de aparência cabal, cabe-te a ti deslindar este paradoxo existencial.

Advertisements

Latente I

Atrevo-me a existir, a querer ser mais do que os contornos que me limitam, a fronteira que nos toca mas que não termina no limiar dos nossos sentidos, porque não me resumo simplesmente a um ser material, quero ser, ser existente, ser humano, ser vontade de me imiscuir  num ser que não apenas envolto em mim próprio mas inteiro em meu redor.