Padrões I

by praerigidus

Prova o indubitável peso de se ser, não ser quem és para ser quem serás. Sempre que sejas, sê só ser e encurta o espaço que há entre ser e ser. Ser de mim para mim, de mim para ti entre serás e seres, para que te leves a ser quem serás, sem que deixes de ser quem és. És ser que quer ser e a ser serás sempre quem és, mas não serás quem sou. Porque só sendo poderás ser. Como querer ser o que se é?

Advertisements