XXXI

Se em memória me mantenho
Um ser em todo inteiro
Porque sentir me estranho
Enquanto mero passageiro
Nesta caminhada incrível
De continuar a viver
Tornando-me possível